Autor: admin

 

APOSTILA DO PR. ZESUINO DA IMERSÃO DE 08/04/2017

Para fazer o download da apostila é só clicar na figura abaixo:

Read More

Lâminas Estudo Pr. Izaqueu no Retiro de Casais 2016

Para Baixar a apresentação do Power Point do Retiro de 2016 é só clicar na imagem abaixo.

Read More

Quem ama não Trai?

Quem ama não trai?

Acredito que todos nós já ouvimos a frase: “Quem ama não trai”. Essa expressão é muito romântica, mas quando enfrentamos a rotina de um relacionamento a dois, percebemos que na vida real tudo é bem diferente. Infelizmente, a quantidade de casos de adultério tem aumentado absurdamente, trazendo muito sofrimento e destruição para muitas famílias. Por isso, fica a dúvida: “Quem ama não trai?”

Em primeiro lugar é preciso entender que o ser humano, por mais bem intencionado que seja, é pecador e cheio de falhas. Por isso Jesus alertou: “Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca” (Mateus 26:41). Todos nós somos constantemente seduzidos pelas propostas deste mundo e precisamos vigiar o tempo todo para não cedermos às tentações. É por isso que, nem mesmo o amor entre um homem e uma mulher – por si só – é capaz de impedir que uma traição ocorra, caso um deles tome atitudes perigosas para um relacionamento.

Existe uma grande ilusão que engana muitos maridos e esposas: eles pensam que quem ama seu cônjuge, jamais sentirá atração por outra pessoa. Mas, como eu disse anteriormente, o ser humano é cheio de falhas e a própria Palavra de Deus afirma que a carne é fraca. A verdade é que os olhos cobiçam, a imaginação voa e se a pessoa não cortar esses pensamentos, ela acabará praticando o pecado. Veja:

“Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido. Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz o pecado; e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte” (Tiago 1:14,15)

Enquanto estivermos nesse corpo carnal, podemos sentir atração por alguém do sexo oposto. Podemos nos encantar com um sorriso, com um corpo bonito, com uma voz, um olhar, uma personalidade etc. E se não bastasse a nossa fraqueza, somos alvos de um bombardeio da mídia e da cultura que promove a infidelidade, o sexo fora do casamento, a mulher como objeto sexual, a imagem do homem “pegador” e por aí vai. Com um pouco de pornografia e desatenção no casamento, a pergunta “Como uma pessoa pode trair quem ama?” começa a ser respondida.

A Bíblia diz: “Sejam sóbrios e vigiem. O diabo, o inimigo de vocês, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem possa devorar” (1 Pedro 5:8) e Jesus disse: “O ladrão veio somente para roubar, matar e destruir…” (João 10:10). É isso mesmo! Satanás está sempre alerta, pronto para pegar aqueles que não se preocupam com as coisas de Deus e só buscam os prazeres que o mundo oferece. Então, é importante deixarmos de lado qualquer tipo de ilusão para encararmos a verdade. Marido ou esposa: saiba que você é um ser humano e que, por isso, você é inclinado(a) ao pecado. Sua carne deseja o proibido e, se você ceder às circunstâncias, poderá sim, trair o seu cônjuge. Infelizmente, somente o seu amor por ele(a) não será capaz de conter a adrenalina e o desejo de sua carne.

Então quer dizer que todos nós estamos condenados a trair? De modo nenhum! É aí que você deve aprender uma lição muito importante: quem ama, foge da aparência do mal e não confia em sua própria força! Se você ama seu cônjuge, fuja quando seus olhos se sentirem atraídos por outra pessoa. Não alimente fantasias com alguém do sexo oposto, seja na internet, no ambiente de trabalho, ou mesmo em sua mente. Seus olhos e seu coração devem ser somente para aquele(a) com quem você fez uma aliança diante de Deus.

E acima de tudo: tenha o temor de Deus. Muitas pessoas pensam que temer a Deus é ter medo dEle, mas não é nada disso. Ter o temor no coração é ter reverência e respeito ao Senhor. É entender que Deus odeio o pecado e disciplina todos os filhos que O desobedecem. O temor é a base para andarmos em Seus caminhos e vivermos em santidade. A Bíblia fala muito sobre o temor de Deus, mas quero citar abaixo apenas três versículos:

“O temor do Senhor é fonte de vida, e afasta das armadilhas da morte” (Provérbios 14:27)

“O temor do Senhor conduz à vida: quem o teme pode descansar em paz, livre de problemas” (Provérbios 19:23)

“Como é feliz o homem constante no temor do Senhor! Mas quem endurece o coração cairá na desgraça” (Provérbios 28:14).

Lembre-se: se você fugir da aparência do mal, não confiar em sua própria força e buscar resolver os problemas do seu relacionamento, ao invés de fugir deles, então a traição nunca fará parte de sua vida.

“Pode alguém colocar fogo no peito sem queimar a roupa? Pode alguém andar sobre brasas sem queimar os pés? Assim acontece com quem se deita com mulher alheia; ninguém que a toque ficará sem castigo” (Provérbios 6:27-29)

Atitudes que fazem toda a diferença no seu casamento Josué Gonçalves

Toda mudança começa a partir de uma atitude. Pessoas acomodadas acabam se tornando escravas de uma vida sem significado. Há momentos em que o casal deve se rebelar contra tudo aquilo que precisa ser mudado para que os dois alcancem uma vida de excelência. Quando atitudes são tomadas por aqueles que desejam mudanças, Deus entra em ação e faz aquilo que nós não podemos fazer. Atitude é o que Deus espera de todos nós

1. CRIE UM CLIMA EMOCIONAL POSITIVO.

a-) Encha a sua casa com provas de seu amor;

b-) Transforme sua casa em um santuário emocional;

c-) Use sua criatividade para externar o seu amor.

2. DESATIVE SEU BURRO EMOCIONAL.

a-) Ninguém pode fazer isso por você. Conte até 100 antes de responder, respostas precipitadas quase sempre destroem em vez de construir;

b-) Não faça tempestade com as pequenas manias. Não sucumba à lei do capricho, seja flexível;

c-) Não vá para a cama aborrecido;

d-) Ira não pode ser guardada, é lixo emocional;

e-) Jogue fora, de vez em quando, o resto de lixo do seu casamento.

3. NÃO FALE PELAS COSTAS.

a-) Seja honesto;

b-) Use as três peneiras para estancar processos de fofocas;

c-) Nunca aceite em sua família que pessoas difamem a igreja. Pelo contrário, promova a igreja em sua casa.

4. PARE DE COMETER OS MESMOS ERROS.

a-) Errar é humano, permanecer no erro é tolice;

b-) No final de cada dia, faça uma auto-avaliação dos seus erros e acertos, para que no dia seguinte você erre menos;

c-) Peça para o seu cônjuge lhe ajudar nas áreas que você é mais vulnerável.

5. VALORIZE AS PEQUENAS MUDANÇAS.

a-) É de pequenas mudanças que se constrói um grande projeto de vida;

b-) Seja exigente com você e paciente com os outros. Todo mundo merece uma segunda oportunidade, até você;

c-) Lembrem-se, os detalhes podem ser a causa das nossas vitórias ou derrotas. Leve-os a sério.

6. NÃO PERMITA QUE A TV JOGUE TODO O SEU LIXO MORAL EM SUA SALA, COZINHA E QUARTO. SEJA SELETIVO.

a-) Você é resultado daquilo que vê e ouve;

b-) Tenha o controle em relação a tudo aquilo que entra na sua casa.

7. VENÇA A ROTINA ANTES QUE ELA SUFOQUE SEU CASAMENTO.

a-) Faça coisas fora da agenda;

b-) Surpreenda positivamente as pessoas que o rodeiam. Tenha gestos nunca tidos;

c-) Liberte a criatividade para fazer coisas fora da agenda a fim de nutrir a sua história conjugal com o sabor da aventura;

d-) Tente fazer algo da forma que você nunca fez;

e-) Faça tudo o que você gosta, sem ferir o cônjuge e transgredir princípios.

8. CONTRIBUA COM O QUE VOCÊ PODE PARA MANTER A CASA SEMPRE EM ORDEM, ARRUMADA, DECORADA, ETC.

a-) Sua casa deve ser o melhor lugar do mundo;

b-) Gente equilibrada interiormente não se sente bem no meio da bagunça e sujeira;

c-) A qualidade do relacionamento familiar também depende de como nós arrumamos a nossa casa.

9. DEMONSTRE INTEGRIDADE PESSOAL.

a-) Reputação e caráter são as duas colunas da nossa vida;

b-) Caráter é a definição do que eu sou;

c-) A crise de integridade é a causa da crise em muitas famílias;

d-) Hoje há muita preocupação com o “TER” e bem pouco com o “SER”;

e-) A pergunta que devemos estar fazendo sempre é: “Qual é o meu conceito diante das pessoas, do diabo e de Deus?”.

10. SEJA ECONÔMICO (A), MAS NÃO EXECESSIVAMENTE SEGURO (A).

a-) Busque sempre o equilíbrio entre gastar e economizar;

b-) Aprenda a planejar antecipadamente;

c-) Tenha compromisso com prioridades;

d-) Invista pensando no amanhã;

e-) Cuidado com o desperdício;

f-) Não tenha medo de assumir riscos;

g-) Seja otimista para conseguir ver possibilidades na dificuldade;

11. REVIGORE SUA VIDA SEXUAL.

a-) De o valor devido ao “sexo no casamento”, nem mais e nem menos;

b-) Realizem novas luas de mel sem os filhos;

c-) Esteja aberto para aprender mais sobre ajustamento sexual;

d-) Não faça apenas “sexo”, faça “amor”. Alguém disse: Depois que um casal aprende a “fazer amor”, nunca mais se contenta em apenas “fazer sexo”;

e-) A prática do ATO CONJUGAL com qualidade é uma arte que se aprende. Lembre-se, ninguém sabe tudo;

f-) Continue incentivando sua relação afetivo-sexual.

12. VALORIZE AMIZADES CONSTRUTIVAS E LIVRE-SE DAS DESTRUTIVAS.

a-) Depois da família, quem mais nos influencia são os nossos amigos.

Casamento: a saúde está no equilíbrio! por Josué Gonçalves

  • Definir casamento

Casamento é mais do que um relacionamento entre duas pessoas. É uma instituição. Isto quer dizer que é governado por expectativas legais, morais e comunitárias. Podemos afirmar que não importa o que o casamento signifique para determinado homem e mulher: o casamento tem significado definido para a coletividade. Como instituição, casamento tem certos sistemas de economia, governo, educação e outras coisas mais que vão além de um relacionamento íntimo simplesmente.

O que é necessário para construir um projeto de vida conjugal e de família a prova de tempestade, a prova de vendavais…

Alguém afirmou que “um bom casamento seria entre um homem surdo e uma mulher cega”.

Na lua de mel quis falar sobre os defeitos dela. “Não precisa falar porque eu os conheço melhor do que voce, por vivo com eles desde criança, e se eu não os tivesse, teria encontrado alguém melhor do que você”.

Equilíbrio entre:

1. INTIMIDADE E INDIVIDUALIDADE (GN 2.18).

Individualidade – respeito consigo mesmo. Mutualidade – respeito com os outros. O equilíbrio entre individualidade e mutualidade é um desafio permanente na vida de um casal (liberdade e compromisso). Isto porque é difícil construir uma relação em que os aspectos saudáveis de cada um se completam, onde um e outro possam ser o que são, coexistindo duas individualidades numa parceria. Carl A.  Whitakar diz que “quanto mais você é livre para ficar com os outros, especialmente com a sua mulher, mais você se sente livre consigo mesmo”. Qual é o grau de liberdade e independência necessário para que a relação continue viva e abrigue possibilidades de desenvolvimento pessoal?

a) Deus criou o homem carente de relacionamento, com ânsia  de se juntar e não passar a vida sozinho (Gn 2.18).

b) Casamento não é uma chamada para o encarceramento, prisão ou escravidão, no sentido de perda total de liberdade e de individualidade. A unidade do casal não pode ser doentia. No amor não há  sentimento de possessividade.

c) Se uma pessoa é dominadora (possessiva) e tolhe a liberdade do parceiro, o companheirismo deixa de existir. À medida que o amor cresce, também crescem a liberdade, a responsabilidade e o próprio amor.

d) O equilíbrio entre a proximidade e a liberdade de cada indivíduo é uma das características mais importantes da completude.

e) Casamento problemático é aquele em que uma das partes enxerga as horas de separação, a individualidade e o espaço como ameaças. Para essa pessoa, a individualidade significa falta de amor e descaso. Ela só se sente amada quando está ao lado do outro.

f) Deve-se estar atento para o perigo de se usar a liberdade de modo destrutivo. Adão e Eva usaram a liberdade para pecar contra Deus. Paula fala sobre isso (Gl 5.13,14).

g) Não podemos usar nossa liberdade para satisfazer nosso egocentrismo.

h) Cada casal deve encontrar um grau de individualidade com sabedoria para que nenhum dos dois sofra.

i) A Bíblia diz: “Ame o próximo como você ama a si mesmo” (Mc. 12.33). Ao exercer a sua individualidade, não deixe de ver como a sua liberdade está afetando a pessoa que você ama. Você gostaria de ser tratado com desrespeito?

2. GRAÇA E VERDADE (JO 1.14; EF 4.15). “E o verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade”. Paulo disse: “Seguindo a verdade em amor…”

 

   GRAÇA           VERDADE

Amabilidade Moral
Empatia  Padrões
Perdão  Expectativas
Compaixão  Ponderações
Compreensão  Juízo
Provisão  Acareação
Amor  Disciplina
Amparo  Limites
Solidariedade   Franqueza
Misericórdia  Integridade

 

3. LIDERANÇA INTELIGENTE E SUBMISSÃO DEVOCIONAL (Marido – Ef 5.23, 35; ESPOSA – Ef 5.24 “…as mulheres sejam em tudo submissas a seus maridos”) delinquente:

HOMEM – Governa;

MULHER – Edifica;

Como poderíamos definir “Liderança Inteligente”.

3.1. Liderança com humildade.

3.2. Liderança com equilíbrio emocional.

3.3. Liderança com senso de humor.

3.4. Liderança com competência administrativa.

3.5. Liderança com autoridade. O que não é autoridade:

· Não é ditadura, tirania. Todo governo opressor é reprovado em qualquer lugar, isto porque escraviza, oprime, etc.

· Não é agir, com falta de respeito. ( Respeito gera respeito). Não se pode confundir grito ou expressão facial carrancudo com autoridade. Muitas vezes isto é falta de educação e de equilíbrio

· Não é tomar as decisões sozinhos. ( A mulher é a sócia da nossa vida). Se tosos os maridos chamassem suas esposas para participarem do que eles fazem, dando sugestões, opiniões, estas mulheres se sentiriam mais necessárias.

· Não é autoritarismo, abuso do poder. Quando o homem abusa da sua autoridade no lar, sua presença passa a ser indigesta e nada agradável para a família.

O que é sub-missão: Exercer missão de apoio, é estar casada com a missão do marido. A mulher “auxiliadora” não é:

· Dominadora;

· Autoritária;

· Possessiva;

· Insubmissa.

“A boa esposa é o orgulho do marido, mas a esposa que traz  vergonha ao marido é como câncer nos ossos dele”. (Pv 12.4) 

“A beleza na mulher sem juízo é como uma jóia de ouro no focinho de um porco”. (Pv 11.22)

 TODO MARIDO ESPERA TER AO SEU LADO UMA ESPOSA QUE FACILITE O CRESCIMENTO CRESCIMENTO.

Quais são as características de uma esposa que faz a diferença na vida do marido:

1) Sua ajuda é ” criativa”. O sonho de toda mulher é que o marido seja um homem de Deus. Para conseguir esse objetivo, ela precisa conhecê-lo bem e ser capaz de identificar os dons e habilidades  que Deus lhe de, assim como precisa conhecer bem a Deus para saber como Ele pode usar os talentos do seu marido para o progresso do seu reino.

2) A o marido participar de atividades que ela não esteja envolvida.

3) Ela sempre está aberta às mudanças, e procura discernir os talentos que pode admirar no marido. Procura sempre elogiar as qualidades do seu marido.

4) Estabelece limites claros para sua atuação.

5) Procura oportunidade e maneiras de encorajar e ajudar o marido a desenvolver suas qualidades.

6) É capaz de ouvir o marido, sem consertá-lo, interrogá-lo ou repreendê-lo.

7) Sempre esta se perguntando: “Eu estou alimentando as qualidades ou os defeitos do meu marido? Como posso comunicar meu amor por ele?” 

Os melhores dons do homem e da mulher – governar ou edificar- tem o mesmo objetivo primordial, aperfeiçoar um ao outro, completar um ao outro e desenvolver um casamento que reflita uma imagem mais perfeita de um Deus santo.

5. FIDELIDADE E AMIZADE NA PERSPECTIVA DO TRATAMENTO.

· A confiança é a base de qualquer relacionamento.

· Pv 5.15

· Por que as pessoas traem? Causas neoróticas e as não neoróticas.

Segundo o terapeuta norte-americano Alert Ellis).

  • Causas não-neuróticas:

Insatisfação sexual no casamento que pode levar a busca de compensação. A perda de atração pelo companheiro(a). O desejo sexual vai ficando reprimido e as fantazias vão se multiplicando até levar ao adultério. A excessiva absorção no trabalho, pode produzir no outro uma sensação de rejeição e abandono. O tédio, que vem da repetição, da rotina e que gera indiferença sexual e emocional. Extensos períodos de ausência. A pressão do estar longe de casa durante longos períodos de tempo pode ser esmagadora. Doenças físicas de vários tipos. Gestações sucessivas.

  • Causas neoróticas:

* Os “mimados” – são aqueles que acreditam que precisam de tudo o que desejam. Encaram caprichos temporários com necessidades básicas. Os casos nunca correspondem sua expectativas, que são, aliás, irreais (ex: a síndrome do fim de semana perfeito, do sexo perfeito).

Os “narcisistas”- eles se consideram irresistíveis, têm uma necessidade constante de reconhecimento e admiração, uma enorme preocupação consigo mesmos e uma total incapacidade de corresponder. Adultério para eles é uma experiência de auto – engrandecimento.

Os “os fujões” – são aquelas pessoas que estão fugindo não apenas de si mesmas, mas da própria vida.

Os “imaturos”­ – são os que através da infidalidade procuram afirmar, provar eternamente sua masculidade ou feminilidade. A vida se transforma num teste contínuo de sedução. A mola propulsora desse comportamente é ansiedade.

Os “inseguros” – são pessoas que se autodesvalorizam, não se respeitam e não têm auto estima. Usam o adultério como fuga.

Os “vazios” – são os que sofrem de um grande vazio existencial  e se recusam a dar um sentido para a própria vida. Estes vão tendo relacionamento promíscuos para encobrir a falta de nexo dentro de si mesmos.

Os “vingativos”- São os que traem tendo como motivação um sentimento de vingança.

“O adultério transforma um rio de águas cristalinas em um esgoto, pessoas livres em escravas e homens em animais irracionais”

A fidelidade conjugal da segurança ao casamento e garante a bênção de Deus na vida do casal. Veja o a Palavra de Deus diz: “Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros”. (H. 13:4) Na verdade, o adultério é a manifestação da necessiade de cura, libertação interior.

· Amizade na perspectiva do relacionamento.

4. Amor romântico Ct 5 e amor sacrifical Ef 5.

· Amor romântico – é a ornamentação do prédio.

· Amor sacrificial – é o alicerce do prédio.

Culto de casais na IEAD Sede dia 27/10 Não Perca!

cultos-quinta

Como posso fazer teu dia melhor?

1º Congresso de Casais do EFAPI – dias 29 e 30 de Outubro

whatsapp-image-2016-10-04-at-10-54-38

2º Encontro de Casais do Jardim do lago 22/outubro – Não perca!

whatsapp-image-2016-10-04-at-14-11-34

Conselhos para um casamento duradouro

“Da soberba só provém a contenda, mas com os que se aconselham se acha a sabedoria.” (Provérbios 13:10)

Sabemos que a família é a base da sociedade, e um bom relacionamento conjugal faz com que tudo possa andar bem. Nesse estudo veremos alguns conselhos para ter um casamento duradouro. Nos próximos estudos vamos aprofundar cada assunto de maneira, mas detalhadas.

Respeito:

O tom de voz errado tem sido o grande vilão para os atritos da vida conjugal. “E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição.” (Colossenses 3:14)

Aprender a ouvir o cônjuge é uma tarefa que demonstra muito respeito. “Mas todo homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar.” (Tiago 1:19,20)

Respeitar os espaços um do outro, não existe segredos entre o casal, mas a “liberdade” de ir e vim devem sempre ser respeitada. Com o respeito o casal podem viver um casamento duradouro.

Compreensão:

Casal procure ser sempre bondoso para com as virtudes do seu cônjuge e um pouco cego para as faltas do mesmo.

“Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelos desejos da carne e engano; e vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade.” (Ef. 4:22,24)

Antes de qualquer acusação devemos procurar saber o que de fato aconteceu, pois muitos casais brigam sem mesmo o outro ter tido a oportunidade de se explicar, a compreensão vem para auxiliar o casal em meio a uma discussão. SEJA COMPREENSIVO!!! “Mas todo homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar.” (Tiago 1:19,20)

Dialogo:

Um bom diálogo nos livra de uma grande luta no casamento. Os casais não têm o habito de diálogos curtos ou longos, expressar o que você está sentindo ou até mesmo conversar sobre o seu dia, faz parte de um relacionamento. Costumasse sempre só falar na hora de pedir.

É importante para o casal sempre escolher o melhor momento e hora para dialogar, definir as áreas de concordância e de discordância, e fazer uma alta análise de si mesmos.

“O homem se alegra em responder bem, e quão boa é a palavra dita a seu tempo!” (Provérbios 15:23)

Procure ser um bom ouvinte, mas não use do silêncio para representar ao cônjuge uma resposta negativa ou frustá-lo ao hesitar responder.

Amor:

O objetivo do amor não é obter o que se deseja, mas fazer algo pelo bem-estar daquele a quem se ama. Casamos não para ser feliz, mas fazer o outro feliz. “Portanto, cada um de nós, agrade ao seu próximo no que é bom para edificação.” (Romanos 15:1)

Decida amar seu cônjuge na linguagem que ele consegue compreender: seja palavras de afirmação, qualidade de tempo, formas de servir, toque físico, ou mesmo presentes.

“O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.” (I Coríntios 13:4)

CONCLUSÃO

Para Adão, Deus não criou os amigos, mas uma esposa. A instituição sagrada chamada “Família” nasceu do coração de Deus, e Ele não comete erros. Você é casado e Deus que de você um relacionamento sadio, curado e desatado. Ame seu eterno namorado.alianc3a7as-e-a-biblia-2

© 2017: Novo Lar Grupo de Casais | KABBO Theme by: D5 Creation | Powered by: WordPress